Kadetts do Kadett Clube
Keyla Florize/Kadett

voltar à página anterior

Keyla Florize(BH)  / Kadett

 

 

 

A própria Keyla nos mandou o relato de sua história com seu GSI 91/92 Branco.

"Olá á todos, meu nome é Keyla F. S. de S., tenho 18 anos e atualmente não estou fazendo nada!

Eu tenho um Kadett GSI branco, do ano de 1991/1992, todo original, nada modificado nele! A minha história com ele é muito engraçada, tudo começou assim…

 

 

Em 2001 meu pai estava sem carro, pois ele havia vendido para comprar o nosso apartamento. Em 2004 ele passou na porta de uma agência de carros em uma das avenidas mais movimentadas de Belo Horizonte de ônibus, voltando do serviço, viu o Kadett lá á venda e apaixonou-se com o carro. Meu pai no entanto voltou lá na quinta-feira e perguntou pro cara tudo sobre o carro, preço e etc… O carro estava num valor bem salgado, R$9.500,00, mas o meu pai nao quiz nem saber, no sabado ele foi e comprou o carro.

 

 

E em casa já havia um Kadett também, só que Sl/e 89/89 a álcool, que era da minha mãe, eu aprendi a dirigir nele.

Aí ele foi e me mostrou (eu na época tinha apenas 10 aninhos), achei o carro muito doido, mas eu não gostava dele até então, isso porque eu deixava de ter muita coisa pra dar pra ele. Eu ficava muito enciumada, pois achava isso um absurdo, era como se fosse meu irmão, e eu não tenho irmãos!

Justamente porque sou muito egoista e não gosto de dividir nada com ninguém, e eu estava sendo obrigada a dividir sem me perguntarem se eu aceitava.

Alguns anos depois, minha mãe vende o kadett dela, e eu era muito apaixonada com ele, e estava nas vésperas do meu aniversario de 15 anos, foi quando na noite do meu aniversário eu pedi pro meu pai o Kadett como presente de 18 anos, e então ele me deu o carro!

Desde o momento no qual meu pai me concedeu ele, eu tomei um amor por este carro que ninguem sabe explicar, chego a ser enjoada e insuportável por causa dele, pois não quero ter filhos, e eu tenho ele como um!

 

 

Eu ja escolhi ele entre varias coisas que eu também amava, mas ele é muito mais importante na minha vida.

Pra mim ele é o amor da minha vida, não vivo sem ele, não consigo ficar sem ele, aonde eu estou, pra onde eu vou ou o que vou fazer estou sempre pensando nele.

Já cansei de brigar com os outros no meio da rua, e de querer descer o braço mesmo por falar mal dele ou mecher ou fazer alguma coisa com ele(bom tentar né?)!

Estamos há 8 anos com ele, nos 4 anos primeiros eu odiava esse carro, nos últimos 4, eu o amo mais que a mim mesma, e hoje se eu tiver que deixar de ter alguma coisa pra dar pra ele, faço e ainda acho que é pouco rs! Eu não falo que ele é um carro, falo que ele é o meu bebezinho!

Ele veio da Bahia, o último dono dele, era um verdadeiro cupim, porque ele destruiu e tirou a estetica interna (mudando apenas a cor) do carro, nós eu e meu pai que voltamos com tudo original pra ele.

A pintura dele estava com mais massa na porta do que bolo batido, há 2 anos!

E essa foi a minha primeira escolha que fiz por ele. Como presente de 16 anos meu pai mandou que eu escolhesse a minha festa ou a pintura nova do carro, e eu obviamente, sem pensar 2x, falei a pintura pro carro!

Ficou maravilhosa, corremos atrás dos adesivos dele, borracha pra porta, tudo que precisava!

Aonde chegamos chamamos atenção e, ele é motivo de muita inveja e olho gordo, da até medo!

Um amigo meu, me mandou uma reportagem sobre os mais novos carros que viraram relíquea, aí que meu ciúme e o cuidado mais a antipatia ficaram maior ainda!

Pra todos terem uma idéia de como sou chata com ele, não é qualquer pessoa que anda nele, é somente quem eu escolho!

E quem andar nele, sinta-se muito privilegiado, pois ele é o meu filho, e não importam que digam ao contrario, importa é o que eu sinto por ele! Todos que olham querem comprar e isso me da muita raiva! rs

Bom essa é a minha história com o Kadett, bem resumida ! Obrigada. Beeijoos .. Keyla F."

 

 

 

 


voltar à página anterior

voltar à página anterior